Pandemia e falta de dinheiro reduzem presentes no Natal, diz pesquisa

Três em cada quatro consumidores (76%) não planejam presentear ninguém no natal, segundo levantamento feito pelo Reclame Aqui e respondido por 16,5 mil pessoas. Do grupo que não dará nada neste ano, metade disse que não tinha dinheiro para isso e outros 26% que não estavam com vontade de comprar nada.

No ano passado, 42% desses consumidores presentearam alguém. A pandemia foi citada por 73% dos entrevistados como responsável por influenciar na decisão sobre gastos neste ano.

Entre os que irão presentear alguém, 21% aproveitaram a Black Friday para antecipar as compras e conseguir algum desconto, diz o Reclame Aqui.

Fonte: Painel, Folha de S.Paulo, 22/12/2020.

Volume de “propaganda” pelos Correios aumenta antes do Natal

O empresário brasileiro leva a sério a máxima “quem não anuncia, não vende”. É o que se pode constatar diante do aumento de envio de correspondência publicitária pelos Correios no período que antecede o Natal.

Outubro é o mês do ano em que o volume mais cresce – em 2008, foi 7% maior do que a média dos outros meses e em 2007, chegou a ser 10,8%.

Em novembro, embora o número de postagens apresente pequena queda em relação a outubro, continua alto. Em 2007, nesse mês, foram enviadas no Brasil 167 milhões de correspondências publicitárias – a média mensal do ano foi de 158 milhões.

O aumento do volume da publicidade via Correios se justifica porque, apesar do surgimento de novas tecnologias, a propaganda impressa chama mais a atenção do consumidor. Além de se destacar entre as centenas de e-mails que o usuário recebe toda semana – e que muitas vezes são automaticamente barrados ou apagados -, uma carta dificilmente será rasgada sem ser aberta. Além disso, apenas uma pequena parte da população brasileira tem acesso à internet – apenas 21%, de acordo com o IBGE e o Ibope NetRatings.

Outro sinal de que o empresariado está investindo cada vez mais nesse tipo de abordagem vem dos indicadores da Associação Brasileira de Marketing Direto (Abemd) sobre o serviço de mala-direta, que mostram crescimento de aproximadamente 10% nas receitas de impressão e distribuição em 2007 (respectivamente R$ 2,52 bilhões e R$ 2,5 bilhões).

Encomendas – Com o aumento no volume de propaganda, há também um conseqüente aumento no volume de produtos entregues. No último bimestre de 2007, houve um aumento de 50% no volume de encomendas PAC e e-SEDEX (as mais usadas pelas empresas que fazem marketing direto) em relação à média movimentada nos demais meses do ano.

A encomenda PAC costuma ser usada para reposição de estoques no ponto de venda e para entrega de produtos adquiridos por catálogo e pelo comércio eletrônico. Já o e-SEDEX é utilizado pelas empresas basicamente para a entrega de produtos adquiridos no comércio eletrônico para o consumidor final.

No último trimestre de 2007, o volume total de encomendas distribuídas pelos Correios foi cerca de 15% maior do que a média dos outros meses do ano. A expectativa para o último bimestre de 2008 é que os Correios movimentem 35 milhões de encomendas.

Fonte: Correios

A preparação para a data mais importante do ano

O Carrefour já está preparado para atender à principal data do calendário varejista.
A previsão da rede é alcançar crescimento de 15% entre as categorias alimentar e não-alimentar.
O Açougue é uma das principais áreas do período e espera comercializar 5 mil toneladas de aves natalinas e 7 mil toneladas das demais carnes.
Outra grande aposta da rede são os panetones. A meta é vender acima de 5 milhões de unidades, sendo que a Padaria Carrefour deve representar mais de 40% desse total com os panetones de fabricação própria.
Já para Eletro, o foco são as categorias Informática e Vídeo, com destaque para TVs de LCD e Plasma e Notebooks.

Neste Natal, a empresa trabalha fortemente o diferencial de preço competitivo, resultado de grandes negociações antecipadas feitas com seus fornecedores.

De acordo com Roberto Britto, Diretor de Não-Alimentar e Serviços do Carrefour, essa capacidade do Grupo de se preparar para oferecer um Natal com preços baixos e amplo sortimento deverá ser a responsável por gerar o crescimento previsto de 15%. “Mantemos nossa política de facilitar o acesso ao crédito para nossos consumidores. O Cartão Carrefour, com base instalada de nove milhões de cartões, oferece condições especiais de pagamento e descontos em diversos produtos”.

Alimentar
Com expectativa de vender 5 mil toneladas de aves natalinas, o Carrefour terá opções para todos os gostos: Peru, Ave Fiesta e Chester. A Ave Classy Carrefour deve se destacar, com previsão de 50% no aumento das vendas, no comparativo a igual período de 2007.

O consumidor encontra ainda diversidade em carnes no Açougue Carrefour: Picanha, Alcatra, Maminha, Fraldinha, Lagarto, Pernil, Paleta, Lombo e Paleta de Cordeiro. Para atender aos gostos mais diferenciados, a empresa oferece carnes de pato, marreco e coelho.

A Peixaria Carrefour também apresenta alta nesta época do ano. Entre os pescados mais procurados estão o salmão e camarão, com destaque para o Salmão do Chile, que deve responder por 25% das vendas do setor.

O Carrefour também está otimista com as vendas de panetones e para atender à demanda, a empresa trabalha com 13 marcas, entre nacionais e regionais, além das marcas próprias da rede, Viver e Carrefour. A expectativa de comercialização de panetones da Padaria Carrefour é de algo acima de 2 milhões de unidades.

A linha de panetones Marca Própria terá oito tipos diferentes, entre as marcas Carrefour, Viver e 1º Preço, com o objetivo de atender aos mais variados orçamentos. Destaque para a edição limitada do Panetone de Damasco com Uvas-Passas e Amêndoas Carrefour*, que possui 1 Kg e vem embalada em uma lata comemorativa à data. As Marcas Próprias da rede também assinam outros produtos natalinos: cesta de natal, compotas – como pêssego, figo e abacaxi, vinhos, azeite, torrone, além das aves natalinas.

Segundo Manoel Araújo, Diretor Alimentar do Carrefour, “pensamos estrategicamente um sortimento de produtos alimentares e bebidas nacionais e internacionais para atender aos desejos de nossos consumidores. Tudo isso com qualidade e preço baixo que são atributos da companhia”.

Para facilitar o preparo das ceias de Natal e Ano Novo, as Rotisserias Carrefour** terão um cardápio variado. Entre os pratos e acompanhamentos, estão: Arroz com Frutas Secas, Farofa de Natal, Bacalhau do Chef, Peru Assado com Fios de Ovos, Pernil com Frutas Secas, Chester Assado com Pêras, Tender ao Molho de Laranja e Lombo Assado com Maçã e Amêndoas. Entre os mais procurados estão: Peru, Bacalhau, Arroz com Frutas Secas e a Farofa Natalina. Não é necessário encomendar os pratos, pois as lojas terão os produtos no cardápio. Caso precise de uma quantidade específica, o consumidor poderá fazer a encomenda com até 24 horas de antecedência.

A seção FVL – Frutas, Legumes e Verduras – também ganha um incremento nesta data. Ameixa, Nectarina, Pêssego, Uva, Cereja e Maças estão entre as frutas mais vendidas, com opções de frutas importadas, principalmente do Chile e Argentina. Em Cestas de Natal, o Carrefour terá um sortimento de 15 tipos, que devem atingir crescimento de 20%, no comparativo a igual período do ano anterior. Há opções para todos os bolsos, variando entre R$ 19,90 e R$ 110,00.

As Adegas Carrefour estão trabalhando fortemente com promoções, que irão até o fim de Dezembro. São ações como Leve Mais e Pague Menos e packs promocionais de destilados, com brindes gratuitos. A empresa oferece bebidas de diversas nacionalidades, como Brasil, Argentina, Chile, Itália, Portugal e França. No total, 60% do sortimento são importados. Na ocasião das festas de fim de ano, Espumantes, Vodkas e Whiskys despertam mais o interesse dos consumidores. A expectativa é crescer 20% nas vendas desses itens.

Não-Alimentar
Quando o tema é decoração natalina, o Carrefour já se tornou referência por conta da diversidade de produtos e preços baixos. São 225 itens, entre as marcas Lutin, Wonderland e Eye Candy, com preços a partir de R$ 1,49. Para preparar a casa para as festas, o cliente terá árvores, bolas, velas, guirlandas, laços, pelúcias, bolas, correntes, pisca-pisca, tudo com inspiração natalina. Os itens de decoração com apelo para festas estão disponíveis na Linha Glamour, cor branca com prata, ou Cobre, combinação entre dourado e vinho.

As categorias Artes da Mesa, Móveis de Interior e Móveis de Jardim estão em destaque no segmento de decoração. Para atender os que planejam passar as festas fora da cidade, a empresa preparou um mix de produtos para praia e camping. Ainda em decoração, o setor Têxtil trabalha com toalhas de mesa e guardanapos de pano com motivos natalinos.

O segmento de vestuário está com uma variedade de roupas e lingeries inspirados no clima de festas, nas cores branca, amarela e vermelha, que são as mais procuradas nesta época do ano. Além das marcas Tex e Hang Ten, que assinam blusas, calças, saias, vestidos e camisetas, a rede aposta na linha de camisetas Disney para atender ao público infantil.

No setor de brinquedos, o Carrefour traz com exclusividade a linha educativa do Canal Discovery Channel, que desperta na criança curiosidade sobre temas como ciência, geologia e consciência ambiental com uma abordagem leve e divertida. Mundialmente conhecida, a coleção dedicada ao Brasil conta com 20 itens dos mais variados tipos de microscópios, telescópios, bússolas, globos terrestres, entre outros. Para tornar o presente ainda mais especial, a empresa trabalha com uma linha completa de papel de presente e cartões temáticos.

As categorias informática e vídeo são os destaques do Eletro, com previsão de vendas 40% superiores ao Natal de 2007, com a linha de notebooks e TVs de Plasma e LCD. Videogames, câmeras digitais, celulares e reprodutores de música (MP3 e MP4) estão nessa lista dos produtos mais comercializados do segmento.
* Exceto nas lojas de Manaus e Nordeste.
**Cardápio disponível nas lojas de SP, MG, RJ, RS, PR, PB, CE, PE, RN, MS, GO, DF e AM.

Fonte: A4 Comunicação
Bom dia e bom trabalho.