Recebo convite do Fabiano Caxito para o lançamento de seu livro nesta próxima quarta-feira, 12 de agosto.

Meus Caros Amigos,

É com um orgulho imenso que os convido a participar da noite de lançamento de meu livro “Não Deixo a Vida me Levar, A Vida Levo Eu”, pela Editora Saraiva.

O lançamento ocorrerá em 12 de agosto de 2009 às 19h30, na Saraiva Mega Store do Shopping Anália Franco, no Tatuapé.

Conto com a presença de todos!!!

Prof. Ms. Fabiano Caxito, Coordenador dos MBA em Supply e Vendas
Assessor Acadêmico da Coordenadoria Tecnológica Gestão e Negócios Universidade Cidade de São Paulo

Mais sobre o autor, clique aqui.

Inteligencia Competitiva para Pequenas e Médias Empresas

Inteligência competitiva se faz presente quando da elaboração de planos estratégicos, planos de marketing, planos de vendas e, principalmente, planos de desenvolvimento de negócios.

Recomendado para cursos de administração, comunicação social e marketing, para as disciplinas Inteligência Competitiva, Gestão Estratégica e Ambiente de Negócios Globalizado.

Publicação para empresários e profissionais de pequenas e médias empresas que buscam diferenciais e vantagens competitivas para suas empresas, produtos e serviços.

Para maiores informações ou compra do livro, clique aqui.

1932: Imagens de Uma Revolução

APRESENTAÇÃO: VILLA, Marco Antonio
Assunto: História
Escrito por Marco Antônio Villa, traz textos e imagens do cenário do Estado de São Paulo no ano de 1932 – antes, durante e depois da Revolução Constitucionalista.

Apresenta partituras de músicas e hinos como A São Paulo, com poesia de Fagundes Varella e música de Francisco Mignone; O passo do soldado – Marcha da Liga de Defesa Paulista, com letra de Guilherme de Almeida e música de Marcelo Tupinambá, além de trechos do discurso de Carlos Drummond de Andrade chamado O soldado do Túnel.

O autor Marco Antonio Villa é historiador com mestrado em Sociologia pela Universidade de São Paulo (1989) e doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (1993).

Professor da Universidade Federal de São Carlos, tem experiência na área de História, com ênfase em História do Brasil Império e História do Brasil República.

É coordenador da Coleção Paulista, editada pela Imprensa Oficial em parceria com a Fundap.


IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO S/A
ISBN 978-85-7060609-9
Co-edição: IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO S/A 2008
Formato: 23 X 30 cm
Capa Flexível
Peso: 2 Kg
Páginas: 208
Código: 12.0.813.440

Para maiores informações, bem como compra do livro, clique aqui.

Revolução Constitucionalista de 1932 em quadrinhos

AUTOR: PESTANA, Maurício
Assunto: História
“Revolução Constitucionalista de 1932 em quadrinhos”, conta a história do maior conflito civil brasileiro do século XX com linguagem infanto-juvenil e, por meio das ilustrações, busca a proximidade com os leitores ao relacionar episódios marcantes da guerra com cenários da atualidade. Nesta adaptação, os fatos são contados de uma criança para outra – uma técnica para promover a identificação do público-alvo com a história.

IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO S/A
ISBN 9788570607416
Co-edição: IMPRENSA OFICIAL DO ESTADO S/A 2009
Formato: 20.5 X 27.5 cm
Capa Flexível
Peso: 0.2 Kg
Páginas: 32
Código: 12.0.813.614

Para maiores informações, bem como compra do livro, clique aqui.

O crescimento pela Inovação

Em seu best-seller mundial O Dilema da Inovação, Christensen explicou como os líderes setoriais ficam ofuscados pelas inovações disruptivas, exatamente por focarem muito de perto os clientes e os negócios mais lucrativos.

Com base em alguns anos de pesquisas profundas e por meio de exemplos de empresas de diversos setores de atividade, Christensen e Raynor argumentam neste novo livro que a inovação pode ser um processo previsível, capaz de gerar crescimento lucrativo e sustentável.

Por que será que o crescimento consistente e persistente é tão difícil?, perguntam os autores.

Por mais surpreendente que pareça, não é por falta de boas idéias e de gerentes eficazes; tampouco é devido à volubilidade dos clientes ou à volatilidade das inovações.

As inovações fracassam porque as organizações, involuntariamente, destroem o potencial disruptivo das novas idéias, antes mesmo de as trazerem à luz do dia.

“As boas teorias baseiam-se em circunstâncias”, dizem Christensen e Raynor.

“Elas explicam como os gerentes precisam adotar diferentes estratégias à medida que mudam as circunstâncias, a fim de alcançar os resultados almejados. Uma das principais contribuições para a promoção do crescimento é manter-se atento às mudanças nas circunstâncias. Quando se age assim, compreende-se quando e porque é preciso ajustar o rumo, muito antes que os indícios sejam vislumbrados por aqueles cuja visão não é iluminada pela teoria das circunstâncias.”

“Depois de identificarem as forças que induzem os gerentes a tomar más decisões, ao moldarem e embalarem as novas idéias, os autores oferecem novos referenciais que ajudam os gerentes a promover as condições adequadas, no momento oportuno, para garantir e impulsionar o sucesso contínuo. “

…Christensen e Raynor tratam do Santo Graal de todas as organizações: como gerar e sustentar o crescimento duradouro. Evitando a tentação de oferecer fórmulas simples, os autores orientam os leitores ao longo de arcabouços cuidadosamente contruídos, que ensinam a pensar sobre as questões que inibem e instigam o crescimento das organizações.” Dr. Andrew S. Grove, Presidente do Conselho, Intel.
Fonte: Campus.

Sobre aventuras

Este é um livro sobre aventuras.

Mas, que tipo de aventura podemos encontrar num livro sobre estratégia?

O autor, Vijay Govindarajan , explica: gerenciar um novo negócio com um alto potencial de crescimento em uma organização tradicional, equivale a um salto triplo no trapézio a dez metros de altura, sem rede de segurança.

Muitos executivos são levados, todos os dias, a enfrentar desafios como esse, e devem contar não somente com coragem , mas, principalmente, com uma estratégia forte e dinâmica.

O livro traz exemplos de empresas como The New York Times Company, Unilever e Cisco Systems, entre outras, que, ao mesmo tempo, melhoram a sociedade em que atuam e aumentam os lucros por meio da inovação.

Na verdade, a inovação é a essência de suas atividades econômicas.
O livro compila dez idéias bem-sucedidas sobre inovação extraídas da experiência dessas empresas e oferece ao leitor a possibilidade de ampliar a capacidade de inovação estratégica das organizações em que atuam.
Fonte: Campus

O Novo Jogo dos Negócios

Este livro é uma mistura fascinante de visão empresarial, história, psicologia social e economia, os autores partem de uma premissa irresistível: as pessoas mudaram mais do que as empresas das quais depende seu bem-estar.

No abismo que hoje separa os novos indivíduos das antigas organizações encontra-se a oportunidade de forjar um capitalismo adequado aos tempos atuais e, assim, liberar um novo e vasto potencial para a criação de valor.

O Novo Jogo dos Negócios é um livro de leitura indispensável.

É importante tanto para os líderes de empresas e tecnológicos quanto para todos os leitores interessados no futuro da economia e da sociedade.

O livro está estruturado da seguinte forma:
Parte I: Desafio: novas pessoas, novos mercados * O sonho da revolução econômica * Como o capitalismo gerencial criou novas pessoas * A nova sociedade de indivíduos * O indivíduo como elemento de absorção de choque da sociedade * A individualização do consumo

Parte II: Crise: O encontro das antigas organizações com os novos indivíduos * A crise da transação * Narcisismo organizacional: produtos, pirâmides e o legado do desprezo * Redescobrindo, mais uma vez, o consumidor final

Parte III: Surgimento: A nova lógica empresarial * A ponte digital * Conceitualização da nova lógica empresarial: Os metaprincípios do capitalismo distribuído I * O funcionamento interno da nova lógica empresarial: Os metaprincípios do capitalismo distribuído II.
Fonte: Campus.