Michael Jackson

26jackson2_600

Rusty Kennedy/Associated Press, Source:  The New York Times

Advertisements

My address to Congress

Alfredo —

Last night, I addressed a joint session of Congress for the first time.

To confront the serious economic challenges our nation faces, I called for a new era of responsibility and cooperation. We need to look beyond short term political calculations and make vital investments in health care, energy, and education that will make America stronger and more prosperous well into the future.

Watch a few highlights from my address and share it with your friends now:

Watch the video


A little more than a month into my administration, we’ve already taken bold steps to address our urgent economic problems.

Through the Recovery Act, the Stability Plan, and the Housing Plan, we’re taking the immediate necessary measures to halt our economic downturn and provide much-needed assistance to working people and their families.

But to set our country on a new course of stability and prosperity, we must reject the old ways of doing business in Washington. We can no longer tolerate fiscal deficits and runaway spending while deferring the consequences to future generations.

That’s why I pledged last night to cut our deficit in half by the end of my term. Achieving that goal will require making sacrifices and hard decisions, as well as an honest budgeting process that is straight with taxpayers about where their dollars are going.

Watch some key moments from my address now:

http://my.barackobama.com/presidentialaddress

Central to this plan will be a renewed commitment to honesty and transparency in government. Restoring our country’s economic health will only happen when ordinary citizens are given the opportunity to hold their representatives fully accountable for the decisions they make.

I look forward to continuing to work with you as we bring about the change you made possible.

Thank you,

President Barack Obama

De Al Gore

Dear Alfredo,

Today, I will be testifying before the Senate Foreign Relations Committee about repowering America and the need for us to resume global leadership on the climate crisis. As you know, it’s a critical time in our country and we all have a role to play.

I’ve recorded a short video message to share my perspective on what’s at stake right now. Take a moment and please watch it.

Al Gore's message on the recovery.


In Congress, our leaders are debating an economic recovery package. It includes unprecedented support for putting Americans back to work building a clean energy economy.

But entrenched interests in Washington will be working hard to weaken the legislation — opposing funding for clean energy programs that support things like wind, solar, energy efficiency and a new national electric grid.

As members of Congress work out the details of a bill that can pass both the House and the Senate, it’s important that you let each of your elected representatives know that you want the recovery to be about repowering America.

You and I know that continuing with the status quo will not revitalize the U.S. economy. Please make sure your elected officials know, too.

Watch the video and send a quick note to Congress:

http://www.RepowerAmerica.org/RecoveryVideo

Today, we can start to get America back on track.

Thanks for everything,

Al Gore

www.RepowerAmerica.org

Para começar a falar em Inteligência Competitiva

Creio que um provérbio africano, pode ser um bom começo para se falar sobre a importância e o contexto atual, de Inteligência Competitiva.

Todos os dias de manhã, na África, o antílope desperta.

Ele sabe que terá de correr mais rápido que o mais rápido dos leões, para não ser morto.

Todos os dias, pela manhã, desperta o leão.

Ele sabe que terá de correr mais rápido que o antílope mais lento, para não morrer de fome.

Não interessa que bicho você é, se leão ou antílope.

Quando amanhece, é melhor começar a correr.

Bom dia e bom trabalho.

From President-Elect Obama: The future of this movement

Alfredo —
I have some exciting news to share about the future of this grassroots movement.
I recorded a personal message for you. Please take a minute to watch the video:

 

 

Watch the video

 

http://my.barackobama.com/thefuture

What you built can’t stop now. Together with our partners at the Democratic National Committee and its new chairman, Governor Tim Kaine, this movement will continue organizing and bringing new people into the political process.
The challenges facing our country are too great, and our journey to change America is just beginning.

I look forward to working side-by-side with you in the months and years ahead.

Thanks,

Barack

 

Mercado Financeiro: Perspectivas da Semana

O Panorama Setorial com a análise da equipe econômica do Banco Schahin, assinado pelo economista-chefe da instituição, Silvio Campos Neto, lembra que “os mercados têm buscado seguir uma tendência mais amena neste final de ano, a despeito das inúmeras fontes de incerteza e dos temores envolvendo as frágeis perspectivas para a economia global em 2009.

Os sinais que mostram uma ligeira redução da aversão a risco dos investidores estão presentes na incipiente recuperação dos índices de bolsa pelo mundo, na reação dos preços das commodities e na desvalorização do dólar nestes dias recentes, fatores cujo comportamento foi inverso no período mais agudo da crise, até o final de novembro”.

A agenda desta semana volta a ser intensa. No Brasil, destaque para a divulgação da Ata do Copom e dados de desemprego e vendas no varejo. Nos EUA, destaque para a última reunião do ano do Comitê de Mercado Aberto do Fed e que se espera o anúncio de mais uma redução dos juros, atualmente em 1%, para 0,5% ao ano.

Fonte: CDN/Equipe econômica do Banco Schahin, assinado pelo economista-chefe da instituição, Silvio Campos Neto.

O Banco Schahin ficou em segundo lugar no ranking da Agência Estado, neste terceiro trimestre, que compara o índice de acertos nas projeções econômicas entre as principais instituições do país.

São coletadas previsões para variáveis como taxa de câmbio, IPCA, IGP-M, taxa Selic, crescimento do PIB, balança comercial e relação dívida/PIB.

World Economic Forum anuncia 34 empresas escolhidas como pioneira em tecnologia em 2009

O World Economic Forum anunciou hoje as 34 empresas visionárias escolhidas na edição de 2009 do programa Pioneiros Tecnológicos. A seleção é baseada em realizações inovadoras da mais alta qualidade, cujas tecnologias têm um impacto profundo na economia e na sociedade. A seleção dessas companhias é o resultado de um processo rigoroso de avaliação que contou com mais de 320 candidaturas do mundo inteiro, avaliadas por 44 especialistas em tecnologia.

As empresas Pioneiras Tecnológicas 2009 trabalham em áreas como plataformas de computação para atendimento médico dentro do organismo; projetos de energia solar em escala industrial; meios de autenticação em telefones celulares para garantir a segurança de medicamentos em países em desenvolvimento; redes móveis de terceira geração em miniatura; rastreamento e segurança para qualidade de alimentos; e motores elétricos com níveis inéditos em eficiência energética e soluções de redes inteligentes.

A lista completa das empresas Pioneiras Tecnológicas, seus perfis e entrevistas com seus CEOs estão disponíveis aqu.

A edição de 2009 do programa conta com um mix de empresas mais bem distribuídas geograficamente desde o inicio do projeto. Além das tradicionais potências da América do Norte e Europa, as companhias Pioneiras Tecnológicas encontram-se, pela primeira vez, na China, África (Gana e Nigéria) e Chile, confirmando a crescente globalização das ciências e tecnologias.

Ao todo, o grupo de 2009 inclui empresas de 15 países, com Áustria, Canadá, França, Alemanha, Japão, Índia, Holanda, Noruega, Suíça, Reino Unido, além dos EUA.

O programa “Pioneiras Tecnológicas” do Fórum completa 10 anos nessa edição, tendo como objetivo reconhecer empresas líderes em tecnologia e inovação. Ao longo desse período, o projeto já identificou cerca de 400 empresas as quais contribuíram com a missão do Forum de melhorar as condições mundiais.

Para ser qualificada como Pioneira Tecnológica, uma empresa deve estar envolvida com o desenvolvimento de inovações tecnológicas que mudam o cotidiano das pessoas e mostrar potencial para criar impacto de longo prazo na sociedade e nos negócios.

Além disso, a empresa deve ter uma liderança visionária, além de sinais de um líder de mercado de longa data – e sua tecnologia deve ser comprovada.

Entre as empresas Pioneiras Tecnológicas apontadas anteriormente incluem 23andme, Amyris Biotechnologies, Dr Reddy Laboratories, Google, Gridpoint, Infosys, Kaspersky Lab, Mozilla Corporation e Nanosolar.

“Parabenizamos as 34 novas Pioneiras Tecnológicas por suas conquistas e pelo ingresso na ampla comunidade do World Economic Forum. Nesses tempos difíceis, sabemos que as tecnologias impulsionadas por essas empresas contribuirão para a próxima onda de crescimento, com o espírito inovador e empreendedor que as caracterizam“, afirmou André Schneider, Diretor Geral e COO do World Economic Forum.

O programa dos Pioneiros Tecnológicos é dirigido pelo World Economic Forum com assessoria da Accel Partners, BT, KPMG e Kudelski Group.

As empresas Pioneiras Tecnológicas de 2009 foram convidadas a participar da Reunião Anual do World Economic Forum que será realizada em Davos-Klosters, na Suíça, entre 28 de janeiro e 1 de fevereiro de 2009, e na Reunião Anual dos Novos Campeões, que será realizada em Dalian, na República Popular da China, em setembro do ano que vem.

“É uma honra e um privilégio para a Accel Partners trabalhar novamente esse ano com o World Economic Forum como parceiro do Programa ‘Pioneiras Tecnológicas’ e ser membro do Comitê de Seleção. Estamos realmente impressionados com a qualidade, quantidade e diversidade das aplicações nesse ano, o que tornou um dos processos mais difíceis de seleção que tivemos. Eu gostaria de parabenizar o grupo de Pioneiras Tecnológicas de 2009. Essas companhias devem se orgulhar de receber esse reconhecimento tão respeitado e desejado”, completou Kevin E. Comolli, Sócio Gerente Geral da Accel Partners.

Matt Bros, CEO da BT Innovate e CTO do Grupo para a BT, concorda: “Durante o envolvimento da BT como Parceiro Estratégico do programa ‘Pioneiras Tecnológicas’, tive a grata surpresa com a capacidade de inovação demonstrada por essas 400 empresas. A lista de 2009 é realmente global e prova que, em termos de inovação, o talento não precisa de passaporte”.

É com grande satisfação que a KPMG participou da seleção das Pioneiras Tecnológicas desse ano”, concluiu Gary Matuszak, presidente mundial da área de Informação, Comunicações e Entretenimento (ICE) da KPMG. “Nos últimos dez anos, o programa sempre apontou empresas sólidas que impulsionam a inovação tecnológica para o benefício dos negócios e da sociedade. O grupo de notáveis inovadores desse ano preenche esses requisitos pela oferta de soluções tecnológicas que melhoram a maneira de trabalhar, comunicar e de viver. Parabenizamos os ganhadores desse ano por serem reconhecidos como verdadeiros líderes em tecnologia e pelo seu trabalho para expandir as fronteiras da transformação tecnológica no mundo”.

Christophe Nicolas, VP Sênior e CTO, afirmou que “como parceiro estratégico de longa data do World Economic Forum, desde 1998, o Kudelski Group tem orgulho em participar do programa ‘Pioneiras Tecnológicas’ pela primeira vez esse ano. A inovação tecnológica é o nosso core business e sabemos que esse grupo incrível de Pioneiras Tecnológicas representa o empreendedorismo e os valores criativos que são obrigatórios para vencer no ambiente de desafios que o mundo enfrenta hoje.”

Fonte: Andreoli, Manning, Selvage & Lee

Bom dia e bom trabalho.

Obra de Sathya Sai Baba: Educação

Sathya Sai Baba dá grande importância a uma educação adequada para as crianças e os jovens. Os pais e os líderes comunitários são incentivados a se interessarem não só pelas experiências formais (acadêmicas), mas também pelas experiências informais às quais as crianças e os jovens são expostos.

Baba estabeleceu um método educacional focalizado nos Valores Humanos universais (Verdade, Retidão, Paz, Amor e Não-Violência). Para implementá-lo, fundou escolas primárias e secundárias, além de uma conceituada universidade com três campi, que oferece cursos de graduação, mestrado e doutorado. Nenhuma taxa é cobrada pelos cursos e a admissão não depende de raça, religião ou situação financeira.

Instituto Sri Sathya Sai de Ensino SuperiorAlém de enfatizar a obtenção da excelência acadêmica, o sistema de educação integral de Sathya Sai fomenta a autodisciplina e a boa conduta social. Os estudantes recebem orientações sobre moralidade e espiritualidade e dedicam várias horas semanais ao serviço comunitário. Sathya Sai Baba diz: “O objetivo da educação é o caráter”. Ele também declara:

Se houver retidão no coração, haverá beleza no caráter.
Se houver beleza no caráter, haverá harmonia no lar.
Se houver harmonia no lar, haverá ordem na nação.
Quando houver ordem na nação, haverá paz no mundo.

A Educação Sathya Sai vem transformando o ensino na Índia e em vários países que contam com a presença da Organização Sri Sathya Sai. No Brasil, já estão em funcionamento cinco Escolas Sathya Sai: em Vila Isabel (no Rio de Janeiro), Recife, Goiânia, Ribeirão Preto (SP) e Belo Horizonte. Em Ribeirão Preto, também se localiza o Instituto Sri Sathya Sai de Educação em Valores Humanos, criado para difundir o método, a filosofia e sua prática.

Fonte e mais informações sobre Sathya Sai Baba, Organização Sai clique aqui.

A teoria das bolhas econômicas


O economista (carioca) José Alexandre Scheinkman, é um dos economistas mais respeitados do mundo. Ben Bernanke, atual presidente do Federal Reserve, fez questão de tê-lo por perto. Há nove anos, Bernanke convenceu Scheinkman a trocar a Universidade de Chicago pela de Princeton. Ele aceitou, depois de se certificar de que poderia morar em Nova York. Em entrevista a André Petry, correspondente de VEJA em Nova York, ele afirmou: “Toda bolha sempre nasce com uma boa história”.

O senhor diria que algum governo, economista ou operador de Wall Street não sabia da existência de uma bolha imobiliária nos Estados Unidos?

Não. Todo mundo sabia.

Então, por que agora se diz que a crise foi surpresa?

O que não se esperava é que, de repente, todos os mercados imobiliários nos Estados Unidos, e até mesmo no resto do mundo, despencassem mais ou menos em sincronia.

Por que isso aconteceu?

Ninguém sabe exatamente. Nos últimos anos, no meu trabalho acadêmico, tenho me dedicado a estudar a teoria das bolhas econômicas, e uma coisa que me preocupa há muito tempo é que as pessoas acham que sabem mais do que elas de fato sabem.

É um resultado da aplicação desses modelos complexos de avaliação de risco, que todos usam. Os bancos de investimento, os bancos comerciais e até mesmo os responsáveis por regular o mercado utilizam esses modelos matemáticos. Acreditam neles.

Os modelos de risco estavam errados?

O problema é que se criou no mercado financeiro uma atmosfera semelhante àquela que havia no mercado de arte em Nova York nos anos 50 e 60. Em seu livro A Palavra Pintada, Tom Wolfe conta que quem dissesse que a arte abstrata era ruim de imediato era considerado retrógrado, incapaz de compreender a beleza.

Para parecer um entendido, você tinha de gostar de Jackson Pollock (pintor americano, 1912- 1956).

Os modelos de avaliação de risco criaram uma mística semelhante no mercado financeiro. Se você dissesse não acreditar neles, ou desconfiar deles, as pessoas logo concluiriam que você não entendia nada do mercado. Isso fez nascer um excesso de confiança nos modelos de risco.

Fonte: Veja, Edição 2081, 8 de outubro de 2008

Foto: Gilberto Tadday.

Assinantes podem ler a entrevista completa ao clicar aqui.

Blogged with the Flock Browser