Inteligência Competitiva: uma ferramenta de apoio estratégico às empresas brasileiras, por Daniel Estima de Carvalho

RESUMO
Com a globalização e a crescente competição que atinge todos os mercados, as empresas necessitam de ferramentas para analisar sua concorrência de forma ética e legal, através da grande quantidade de dados disponível atualmente.

A Inteligência Competitiva (IC) surge como solução estratégica mundialmente adotada para o monitoramento de competidores e apoio no processo decisório, mas, no entanto, essa ferramenta encontra dificuldades para ser reconhecida como de importância estratégica e para ser adotada com grande intensidade no Brasil.

Este artigo tem o objetivo de analisar e identificar as principais restrições para o pouco uso da IC em empresas brasileiras, quais iniciativas estão sendo tomadas e quais outras poderiam ser consideradas para reverter esta situação.

Adicionalmente, pretende-se estudar de que forma as tecnologias de informação podem contribuir para dinamizar e melhorar a qualidade dos processos de IC, além de relacionar o acompanhamento de sinais fracos e uma visão periférica de mercado, para antecipar mudanças no ambiente de negócios a partir de pequenos sinais, a um Sistema de Inteligência Competitiva.

Autor: Daniel Estima de Carvalho. Doutor em Administração pela Universidade de São Paulo – FEA/USP. Instituição: FIA Business School – Mestrado Profissional em Gestão de Negócios (MPGN-FIA), Programa de Estudos do Futuro (PROFUTURO-FIA).

Publicado: Brazilian Journals of Business, v. 3, n. 1, p. 2-15 jan. /mar. 2021.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s