Inteligência Competitiva Tecnológica e “Open Innovation”

A era da “Inovação Aberta”, ou da inovação de fontes globais começa a se delinear como um novo paradigma na concepção dos negócios hodiernos.  Chesbrough (2003) cunhou o termo “Open Innovation” no início desta década.

Dentro da percepção de abertura dos negócios além dos limites da empresa, outros autores como Jonash; Sommerlatte (1999) – Innovation Premium, com especial ênfase para estes últimos, já apontavam a premência das empresas de última geração de adotarem a inovação produzida fora de suas paredes.

Em 2000, Hamel e em 2001 Hagel III apontam um novo paradigma no campo dos negócios – de que estratégia somente não é mais suficiente para sustentar negócios vencedores. Para competir bem, as empresas precisam revolucionar a forma de conceber seus negócios.

Para ambos é preciso enveredar por caminhos alternativos na forma de gerir os atributos de acesso a bens e serviços disponibilizados pelos negócios.  Todas essas idéias estão estreitamente ligadas à centralidade da inovação como fundamento da flexibilização dos processos de negócio.

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s