Inteligência Competitiva Empresas: Klabin compra fábricas no PR e AM por R$ 187 milhões

Em entrevista recente, Schvartsman, diretor­-geral da Klabin, disse que o momento é propício para consolidação do setor

Maior fabricante de papéis para embalagens do país, a Klabin ampliou sua liderança no segmento de papelão ondulado com a compra da Embalplan e da Hevi Embalagens, por R$ 187 milhões.

As aquisições, anunciadas ontem, vêm no momento em que muitas empresas do setor enfrentam dificuldades por causa da crise econômica e do elevado preço de matérias-­primas, e marcam o início da operação de conversão de caixas de papelão pela companhia nos Estados do Paraná e do Amazonas.

Líder isolada com participação de quase 17 % no mercado brasileiro de papelão ondulado, a expedição da Klabin em 2015 totalizou 552,2 mil toneladas, segundo dados da ABPO, entidade que representa a indústria.

A segunda maior fornecedora no país é a americana WestRock, dona da Rigesa, seguida da International Paper, que comprou a Jari Celulose, Papel e Embalagens, do grupo Orsa. Há alguns meses já havia expectativa de que a Klabin anunciasse, ainda neste ano, a compra de algum ativo nesse mercado.

Em estudo recente, a consultoria finlandesa Pöyry indicava que o cenário macroeconômico e condições específicas dessa indústria, como elevada pulverização e aumento acentuado do preço de aparas, levariam a uma nova rodada de fusões e aquisições no país. Esse mesmo ambiente possibilitou a chegada da irlandesa Smurfit Kappa no país no início do ano, com a compra de duas fábricas em uma única tacada. Questionado em meados de agosto sobre uma possível rodada de consolidação no setor, o diretor-­geral da Klabin, Fabio Schvartsman, disse que o mercado brasileiro é muito atraente, tendo em vista sua dimensão, o que acaba gerando interesse em empresas estrangeiras.

“O momento é propício para consolidação, tendo em vista o alto custo do papel reciclado, que vem dificultando bastante a operação de empresas que dependem desse tipo de papel”, observou. Com as aquisições, a Klabin eleva em 10%, ou em 7 0 mil toneladas anuais, a capacidade de produção de caixas de papelão ondulado e volta a investir em expansão após o projeto bilionário para produção de celulose em Ortigueira (PR), que entrou em operação em março deste ano.

“A compra da Embalplan e dos ativos da Hevi Embalagens está alinhada com a estratégia de crescimento consistente da Klabin nos mercados onde atua”, informou a empresa em comunicado. Antes de suspender a execução de novos projetos para se concentrar na fábrica de celulose, a companhia concluiu uma série de investimentos em seus ativos de papel e reforçou a presença em mercados que persistiam em rota de crescimento, como o Nordeste.

Na mesma nota de ontem, a companhia disse que a compra dos ativos da Hevi Embalagens já foi concluída, enquanto a aquisição da Embalplan está sujeita à manifestação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). No segundo trimestre, o negócio de conversão representou 28% das vendas em volume da Klabin, o segundo maior peso depois de celulose (com 29%). No intervalo, o volume comercializado pela companhia, sem considerar madeira, totalizou 631 mil toneladas.

A expedição de papelão ondulado no país, porém, vem patinando há alguns anos, entre 3,3 milhões e 3,4 milhões de toneladas anuais. Em 2016, a expectativa é a de queda de mais de 1% ­ até setembro, segundo prévia da ABPO, o declínio era de 1,59%. No ano passado, as vendas desse tipo de embalagem no país caíram 2,8%, a 3,33 milhões de toneladas.

Fonte:  Stella Fontes, Valor, 26/10/2016, 05:00

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: