Anhanguera compra a Uniban por R$ 510 mi

Aquisição é a nona feita pelo grupo desde dezembro do ano passado

Estratégia agora será de integração e deve haver pausa em aquisições, diz Alexandre Dias, presidente da empresa

Encerrando um segundo ciclo de forte expansão por aquisições, a Anhanguera Educacional, maior grupo de educação superior do país, fechou a maior compra de sua história.

A empresa pagou R$ 510 milhões pelo grupo Uniban, de São Paulo. O valor inclui 12 unidades distribuídas na região metropolitana de São Paulo, Cascavel (PR) e São José (SC), além de três imóveis operacionais.

O negócio representa a nona aquisição da Anhanguera desde dezembro de 2010. As compras foram possíveis graças a uma oferta de ações que captou R$ 840 milhões no ano passado e fazem parte da estratégia de expansão nacional do grupo, que espera ter 1 milhão de alunos em 2015.

Com os 55 mil estudantes da Uniban, a empresa passa a ter 400 mil alunos. Destes, 100 mil vieram das aquisições deste ano.

Na primeira etapa de compras, iniciada em 2006 e alimentada pela oferta inicial de ações, em 2007, foram adicionadas cerca de 30 instituições e 150 mil alunos.

“A Uniban é estratégica para a Anhanguera e seu modelo de negócios baseado em escala”, afirma Sérgio Duque Estrada, da consultoria Valor Max. Segundo ele, o negócio torna a Anhanguera uma das maiores instituições de ensino do mundo.

De acordo com o presidente da empresa, Alexandre Dias, o grupo fará agora uma pausa no ritmo de aquisições.

“Não diria que não faremos [mais aquisições]. É um foco maior agora em uma disciplina interna de integração do que na continuidade desse ciclo de aquisição”, diz.

Ainda assim, ele garante manter conversas com outras instituições do setor e uma equipe de 12 pessoas focada em novas oportunidades.

“O grande desafio agora vai ser a consolidação das aquisições recentes. Integrar sistemas, pessoas e currículos requer muita energia e investimentos.”, diz Estrada.

Segundo ele, a fase de consolidação no ensino superior está longe de acabar. “Há ainda muitas oportunidades, sobretudo no Nordeste.”

Falta à Anhanguera ter unidades nessa região, onde já disse ter elevado interesse devido ao potencial do modelo de negócios, voltado para as classes C e D em ascensão.

A compra da Uniban também tem apelo geográfico. “São Paulo é um mercado muito importante. Vínhamos nos aproximando (…) e agora ingressamos pesadamente”, afirma Dias.

Fontes: GABRIEL BALDOCCHI e MARIANA BARBOSA, Folha de S.Paulo, 19/9/2011

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s