Delegação da China é recebida na Anatel‏

Os conselheiros Antonio Bedran, presidente substituto da Anatel, e Jarbas Valente receberam na manhã dessa quarta-feira, 30, a delegação do Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China. O encontro teve o objetivo de estreitar as relações entre os dois países.

Entre os temas debatidos com a missão chinesa, chefiada pelo vice-ministro, Lou Qinjian, estiveram: a organização, desenvolvimento e perspectivas do setor de telecomunicações no Brasil; o desenvolvimento da internet; a implementação do protocolo Ipv6; a cooperação bilateral na comunicação de emergência para melhorar a capacidade de prevenção e combate a desastres; e o desenvolvimento industrial do setor.

A delegação chinesa está em Brasília para participar da Reunião da Subcomissão da Indústria e Tecnologia da Informação da Comissão Sino-Brasileira de Alto Nível de Concertação e Coordenação (Cosban), que ocorre no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

Fonte: Anatel

Havaianas lança projeto artístico voltado a designers e artistas gráficos

<!–
/* Font Definitions */
@font-face
{font-family:Calibri;
panose-1:2 15 5 2 2 2 4 3 2 4;
mso-font-charset:0;
mso-generic-font-family:swiss;
mso-font-pitch:variable;
mso-font-signature:-520092929 1073786111 9 0 415 0;}
@font-face
{font-family:Garamond;
panose-1:2 2 4 4 3 3 1 1 8 3;
mso-font-charset:0;
mso-generic-font-family:roman;
mso-font-pitch:variable;
mso-font-signature:647 0 0 0 159 0;}
/* Style Definitions */
p.MsoNormal, li.MsoNormal, div.MsoNormal
{mso-style-unhide:no;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
margin-top:0cm;
margin-right:0cm;
margin-bottom:10.0pt;
margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:Calibri;
mso-fareast-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;
mso-fareast-language:EN-US;}
.MsoChpDefault
{mso-style-type:export-only;
mso-default-props:yes;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:Calibri;
mso-fareast-theme-font:minor-latin;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;
mso-fareast-language:EN-US;}
.MsoPapDefault
{mso-style-type:export-only;
margin-bottom:10.0pt;
line-height:115%;}
@page WordSection1
{size:595.3pt 841.9pt;
margin:70.85pt 3.0cm 70.85pt 3.0cm;
mso-header-margin:35.4pt;
mso-footer-margin:35.4pt;
mso-paper-source:0;}
div.WordSection1
{page:WordSection1;}
–>

Ação criada pela AlmapBBDO em parceria com o canal IdeaFixa de artes visuais destaca temática de Havaianas em trabalhos que serão selecionados para integrar revista e exposição.
As Havaianas querem conhecer novos artistas e suas visões criativas para as sandálias mais queridas do Brasil. A marca convidará designers, ilustradores e outros artistas para criar estampas de sandálias com o tema “Cores Urbanas e Havaianas”.
Os trabalhos inscritos serão avaliados por Rui Porto das Havaianas, Janara Lopes da IdeaFixa e por um júri com grandes nomes em direção de arte, moda e design :
– Marcello Serpa, sócio-diretor da Almap BBDO
– Lilian Pacce, editora de moda, apresentadora e jornalista
– Kátia Barros, diretora de criação da FARM
Os 50 trabalhos selecionados vão compor uma edição eletrônica da Revista IdeaFixa de artes visuais e a versão impressa feita especialmente para o projeto. Também farão parte de uma exposição para o público no Espaço Havaianas, loja conceito da marca em São Paulo, em agosto. Além disso, os inscritos poderão participar do processo seletivo para um novo Designer Gráfico Junior da marca.
As inscrições podem ser feitas no site www.ideafixa.com até o dia 25 de julho.
Mais informações:
SAC SP: 2505-7405 e outros estados: 0800 70 70 566

Visa atinge a marca de 100 milhões de cartões

A Visa Inc. comunica o marco de 100 milhões de cartões com chip emitidos na Região América Latina e Caribe no primeiro trimestre do ano fiscal de 2010 da empresa1.

Esse número comemora um crescimento dez vezes superior a quantidade de cartões Visa Smart (cartões inteligentes – com chip) que circularam nos últimos três anos, demonstrando a solidez do chip como solução de segurança contra fraude e colocando a América Latina na vanguarda dessa inovação tecnológica.

“Em uma época em que todos se preparam para um novo conceito, a Visa está focada em disponibilizar soluções de pagamentos inovadoras que oferecem eficiência, conveniência e segurança a nossos clientes”, diz José Maria Ayuso, vice-presidente executivo de Produtos da Visa América Latina e Caribe.

“Esse marco na área de cartões com chip consolida a liderança em inovação da Visa na região e demonstra que nossa oferta de produtos proporciona benefícios reais aos nossos portadores de cartão e resultados financeiros aos nossos bancos parceiros”.

A Visa lançou seu primeiro programa de cartões com chip em 1996, apresentando ao consumidor uma nova geração de pagamentos eletrônicos com o objetivo de reduzir a clonagem de cartões e elevar a proposta de valor dos pagamentos com plástico mediante a inclusão de multiaplicativos em um mesmo cartão.

Após dez anos, em 2006, a empresa atingiu o marco de dez milhões de cartões com chip na região – feito comemorado com a campanha regional intitulada “Dez anos, dez milhões”. Hoje, apenas três anos mais tarde, o número de cartões com chip emitidos na região cresceu em 1000%.

A segurança das transações eletrônicas é uma das maiores prioridades para o consumidor, para as entidades reguladoras e para o setor de pagamentos. Essa preocupação resultou em migrações nacionais no Brasil, no México, na Venezuela e, mais recentemente, na Colômbia.

As múltiplas funcionalidades dos cartões com chip possibilitam inúmeras funcionalidades e benefícios em um único componente para todos os membros que compõem a cadeia de valor do setor de pagamentos eletrônicos.

Atualmente, 17 países da América Latina e Caribe possuem um programa de cartões Visa Smart de Débito e de Crédito (VSDC).

A tendência de alta na emissão de cartões de múltiplas aplicações habilitados para comportar débito e crédito em um mesmo cartão de plástico – cerca de 30% dos cartões Visa Smart na região – indica a preferência do consumidor por soluções consolidadas e mais convenientes.

Outros programas de cartões com chip multifuncional também oferecem maior eficiência ao sistema financeiro e contribuem para um comércio mais seguro e versátil como os cartões de pagamento que são habilitados com a solução sem contato Visa payWave, os de transporte público e pagamento de pedágio, as recompensas instantâneas e os aplicativos de assinatura digital para pagamentos fiscais de pessoas jurídicas.

Dentre os países da região que lideram o ranking em termos de emissão¬ e ativação de cartões Visa Smart, o Brasil ganha destaque. Veja classificação.

1) Brasil
2) México
3) Venezuela
4) Peru
5) El Salvador
6) Chile
7) Costa Rica
8) Colômbia

1 Trimestre finalizado em 31/12/09
* Todas os números de cartões são baseadas nos dados divulgados pelos bancos emissores nos Certificados Operacionais até 31/12/2009.

Fonte: Ketchum

Nos supermercados, preço perde importância na compra

Preço baixo está perdendo importância como o fator número um na hora de escolher os produtos nos supermercados. 
Ganhos de renda, inflação controlada e maior oferta de crédito começaram a provocar mudanças nos critérios de consumo das famílias brasileiras nos últimos anos. 
Atualmente, quase metade dos domicílios tem como prioridade experimentar novos itens (23%) e rapidamente se livrar da incumbência de abastecer a dispensa (23%). 
O grupo que só tem olhos para preço baixo e promoção responde atualmente por 18% das famílias, revela pesquisa da Kantar Worldpanel. 
Fonte: AE  Agencia Estado, leia mais ao clicar aqui. 

Mauricio de Sousa sobre sucessão na empresa

“Os meus herdeiros que estiverem na empresa precisam ser profissionais, senão ficarão como herdeiros apenas. Quem quiser trabalhar, que se prepare e vá estudar”

Mauricio de Sousa, desenhista criador da Turma da Mônica, pai de dez filhos, ao falar sobre como está sendo conduzido o processo de sucessão na empresa.

Criador da Turma da Mônica, Mauricio de Sousa afirma estar ansioso para voltar a fazer o que mais gosta: desenhar. 
Aos 74 anos, ele iniciou na prática a sucessão dos negócios, processo que visa a evitar conflitos entre os dez filhos e acelerar o processo de internacionalização da marca por meio de parcerias no Brasil e no exterior. Com a empresa profissionalizada, Mauricio espera atrair investidores e sócios que façam a companhia crescer em áreas estratégicas, como a de animação. 

Fonte: Bianca Pinto Lima, estadao.com.br, Leia a íntegra da matéria aqui

Apple vende 1,7 mi de iPhones 4, maior lançamento de sua história

A Apple anunciou nesta segunda-feira, 28, que vendeu 1,7 milhão de aparelhos iPhone 4 em apenas três dias. Segundo o presidente da empresa, Steve Jobs, trata-se do lançamento de maior sucesso comercial da história da companhia.

“Mesmo assim, nós pedimos desculpas aos nossos clientes que ficaram de fora porque não tivemos fornecimento suficiente”, afirmou Jobs, em nota no site da Apple.

O iPhone 4 é mais fino que a versão anterior do telefone móvel da Apple e traz uma câmera que permite fazer vídeo conferências. O aparelho custa no mercado norte-americano entre US$ 199 e US$ 299, dependendo do modelo.

No dia seguinte ao lançamento, usuários do produto já relatavam falhas no sinal de telefonia, que ficava mais fraco quando o aparelho era segurado pela parte inferior esquerda. Na ocasião, Jobs disse: “Evite segurar desse jeito”, como relatou o site do caderno Link.

Leia nota à imprensa no site da Apple (em inglês)

Fonte: Sílvio Guedes Crespo, Radar Econômico, estadao.com.br

Bom dia!

Curso Fundamentos em Inteligência Competitiva: técnicas para análise setorial e da concorrência 2010

Nada de espionagem. Não é preciso praticar uma atividade ilícita para saber o que a concorrência está tramando e aproveitar as oportunidades que possam aparecer no mercado. Com conhecimentos de inteligência competitiva, que incluem a desconstrução e análise de casos reais, é possível antever tendências e negócios.

“Wargaming: fundamentos para sua empresa pensar seus concorrentes” e “: Sinergia entre Inteligência Competitiva e Planejamento Estratégico” são alguns dos tópicos do programa dirigidos a essa meta.

O professor-responsável pelo curso é Alfredo Passos, o primeiro profissional da América Latina destacado pela Society of Competitive Intelligence Professionals, dos Estados Unidos, com o prêmio SCIP Catalyst Award pela contribuição à área de Inteligência Competitiva no Brasil. Passos é autor do livro “E a Concorrência… não levou! – Inteligência Competitiva para gerar novos negócios empresariais”.

Ao final do curso, a ESPM concede certificado a quem tiver 75% de presença. Mais informações pelo telefone (0/xx/11) 5085-4600 ou pelo e-mail centralinfo@espm.br.

Programa completo do curso, clique aqui.