2 mil iPads no Brasil

A AdMob divulgou pela primeira vez um levantamento sobre a quantidade de iPhones, iPods Touch, iPads e celulares Android em cada país. E o Brasil aparece com uma quantidade de 2 mil iPads,  o mais recente lançamento da Apple, à venda nos EUA em abril.

O País é o 18º mercado dos portáteis da Apple, com 219.339 iPhones, 74.570 iPods Touch, além dos iPads. Entre os países da América Latina, o Brasil fica atrás do México, que tem um número de iPods Touch três vezes maior, informa Filipe Serrano no Blog do Estadão.

Porém, o resultado não reflete o tamanho exato dos produtos no Brasil, já que o levantamento só leva em conta os a origem dos acessos computados pelos parceiros da AdMob (sites mobile e aplicativos), mas é o dado mais próximo já divulgado. A AdMob é uma empresa de estatísticas em dispositivos móveis que foi comprada pelo Google.

Um outro dado é sobre os celulares com o sistema do Google, o Android. O Brasil 23º da lista, com 20.234 aparelhos registrados pelos sistemas da AdMob.

Fonte: Filipe Serrano, Blog do Estadão.Leia mais, ao clicar aqui.

Bom dia e bom trabalho!

Inteligência Competitiva no ponto-de-venda

A antecipação de movimentos de mercado e dos concorrentes é a tarefa fundamental em Inteligência Competitiva.
Por isso, visitar pontos-de-venda, conversar com clientes e consumidores, deve ser tarefa rotineira.
A confirmação dessa necessidade, é a matéria publicada hoje no Estadão, sobre os preços dos remédios genéricos com variação de até 523% em São Paulo, segundo o Procon-SP. Entre os remédios de referência, a diferença de preços pode chegar a 135,81%.
Os remédios genéricos têm diferença nos preços de até 523,81%, enquanto nos medicamentos de referência a variação é de até 135,81%. É o que constatou uma pesquisa da Fundação Procon-SP realizada  de  3  a  5  de  maio.

Segundo o órgão, o levantamento revela a importância de o consumidor comparar os preços em diversos estabelecimentos antes de efetuar uma compra. Os preços dos genéricos são, em média, 52,27% mais baratos do que os de referência de mesma apresentação.

A maior diferença entre os genéricos – de mais de 500% – foi encontrada na pesquisa do medicamento Diclofenaco Sódico. Entre os remédios de referência, a maior diferença foi registrada no Gardenal (Fenobarbital) – Sanofi-Aventis.

A Drogaria Pacheco (Região Leste) foi o estabelecimento que apresentou a maior quantidade de produtos com o menor preço (23 produtos dos 45 encontrados).

Segundo os técnicos da fundação, alguns fatores são determinantes na formação de preços no mercado de medicamentos, tais como: localidade, rentabilidade da loja, condições comerciais de compra, em algumas drogarias de rede há políticas comerciais diferentes para cada canal de venda (loja física, telefone e site – loja virtual), há redes que são regidas pelo sistema de franquia, não havendo uma política única de preços entre os franqueados.

O levantamento, que envolveu 15 drogarias distribuídas pelas 05 regiões de São Paulo, pesquisou 52 medicamentos.
Fonte: Economia/Negócios, Estadão, leia mais ao clicar aqui.

O pior desastre ecológico dos EUA

Foto: AP/NASA

O vazamento de petróleo no golfo do México é “possivelmente o pior desastre ecológico” da história dos Estados Unidos, afirmou neste domingo Carol Browner, conselheira do presidente americano Barack Obama para temas ambientais.

O fluxo do vazamento estimado por cientistas do governo e técnicos independentes, de 2 milhões a 3 milhões de litros de petróleo, fez com que, na semana passada, se confirmasse este desastre maior que o do navio-tanque Exxon Valdez –em 1989, despejou 42 milhões de litros no Alasca.

Em declarações ao programa “Meet the Press”, do canal “NBC”, Browner falou assim depois que a companhia BP, responsável pelo derramamento, anunciou o fracasso dos planos de bloquear o fluxo de petróleo com uma injeção de lama pesada, chamada de “top kill”.

“Isso quer dizer que há mais petróleo vazando no golfo do México que em qualquer outro momento de nossa história. E isso significa que há mais petróleo que durante a mancha negra provocada pelo Exxon Valdez no Alasca (1989)”, disse Browner.

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse que o vazamento contínuo é “tão enfurecedor quanto doloroso”.

Fonte: Folha com agências internacionais. Leia mais ao clicar aqui.

Museu alemão apresenta concepções artísticas para um planeta em aquecimento

Arquiteto Vincent Callebaut imagina ilha flutuante para refugiados do aquecimento global

Percebendo a resposta meio indiferente da humanidade à alteração climática global, um museu em Hamburgo está apresentando cenários fantásticos de como os seres humanos poderiam adaptar-se ao desastre. “Cápsulas Climáticas”, uma exposição que teve início na sexta-feira (28/05), faz um exercício de imaginação a respeito de populações do futuro vivendo em cidades oceânicas e outras ambientes artificiais e auto-sustentáveis.

Manchetes sobre a mudança climática são mais abundantes do que as medidas políticas para deter o processo de aquecimento global. Entre os indivíduos e instituições que acreditam que as previsões sombrias irão se materializar está o Museum für Kunst und Gewerbe (Museu de Artes e Artefatos), em Hamburgo. A sua exposição Cápsulas Climáticas, que teve início na sexta-feira, questiona como os seres humanos poderão sobreviver em um planeta que passa por um processo de aquecimento.

Os organizadores compilaram uma lista de estratégias arrojadas, e por vezes burlescas, para o enfrentamento da ameaça de um mundo cada vez mais inóspito. O curador Friedrich von Borries observa que, em meio a todo o debate a respeito da mudança climática, pouco se tem discutido possíveis soluções para o problema. Em vez disso o foco tem se concentrado intensamente na desaceleração ou na contenção da tendência de aumento de temperatura, ainda que muitos danos já tenham sido provocados.

“Na busca por soluções alternativas, existe uma categoria que é substancialmente menos discutida em público: a adaptação”, declarou o museu em um comunicado à imprensa.

Em Cápsulas Climáticas, artistas, designers e arquitetos pensaram em soluções em estilo de ficção científica. O arquiteto Vincent Callebaut, por exemplo, leva o escapismo ao extremo com o seu plano de uma cidade flutuante chamada Lilypad, que constituir-se-ia em um abrigo no oceano para os refugiados da mudança climática.

Outras ideias exibidas não são tão modernas como parecem: em 1960, Buckminster Fuller e Shoji Sadao criaram o projeto para uma utópica “Cúpula sobre Manhattan”, que consiste de uma cúpula de vidro de 3,2 quilômetros sobre Midtown, que controlaria as temperaturas experimentadas pelos novaiorquinos tanto no verão quanto no inverno.

Fonte: Der Spiegel/UOL. Tradução: UOL. Para ler mais, clique aqui.

A reciclagem de embalagens de refrescos em pó

A partir de ações simples no dia a dia, qualquer um pode colaborar com a reciclagem de embalagens de refrescos em pó. Essa é mensagem que a marca Tang, da Kraft Foods Brasil, aborda nessa nova plataforma de comunicação.

Por meio de uma parceria com a empresa americana TerraCycle, a marca trouxe as “Brigadas de Reciclagem” para o Brasil há pouco mais de dois meses. E os resultados são surpreendentes: em média, a cada semana, cerca de cinco mil pessoas aderem à campanha e integram as brigadas.

Hoje, as “Brigadas de Reciclagem de Tang” já somam quase 800 no país, o que significa um total de 27 mil embalagens coletadas e o envolvimento de cerca de 60 mil pessoas voluntariamente. Entre todas as ações similares que a TerraCycle desenvolve ao redor do mundo, os números brasileiros com a Brigada Tang de Reciclagem, tornam – em quantidade de pessoas envolvidas – a maior iniciativa existente da empresa fora dos Estados Unidos.

De maneira lúdica e divertida, o tema reciclagem na campanha de Tang busca o engajamento das crianças para que elas multipliquem o conhecimento sobre o assunto e levem essa iniciativa para a escola, para a família, para o círculo de amigos. “As crianças são agentes de mudança e têm muito interesse em saber como podem ter hábitos de consumo consciente para ajudar na preservação do planeta. E são elas que acabam engajando os adultos para participar de uma brigada e conseguir resultados práticos”, ressalta o gerente de marketing de Tang, Leonardo Tonini.

Iniciada ainda em 2009, a campanha “Preparou, Bebeu, Faz”, criada pela Ogilvy & Matter, trouxe temas como reciclagem e a reutilização de materiais para evitar o desperdício. A intenção desse novo posicionamento de Tang é abordar esses conceitos de maneira educativa para os consumidores. Na fase atual da campanha, a marca chama as pessoas à ação, explicando a mecânica das “Brigadas de Reciclagem” por meio da coleta de embalagens de refresco em pó.

Brigadas de Reciclagem

Empresas, escolas, condomínios, paróquias, bairros, qualquer grupo que se una para realizar a coleta, e tenha uma pessoa maior de 18 anos como responsável, pode se inscrever no programa como uma “Brigada Tang de Reciclagem”, acessando o site http://www.preparoubebeufaz.com.br. Cada embalagem recolhida vale R$ 0,02 e o valor será destinado a uma instituição que a brigada de consumidores escolher ajudar.

Além da campanha em TV, Tang desenvolveu uma plataforma digital de relacionamento com os consumidores. No site http://www.preparoubebeufaz.com.br, estão disponíveis os detalhes de como podem ser formadas as brigadas de coleta de embalagens, além de informações sobre os processos desenvolvidos pela TerraCycle.

Segundo dados Nielsen, o setor brasileiro de refrescos em pó encerrou o ano de 2009 movimentando um total de R$ 1.5 bilhões, que corresponde a um crescimento de 7.2% em valor em relação a 2008. A marca Tang detém a liderança no mercado de refrescos em pó com 30,7% de participação de mercado em valor.

Fonte: Kraft Foods/Publicom

Bom dia e bom trabalho!

Inteligência Competitiva: pró-ativa ou reativa?

Check out the discussion ‘Proactive competitive intelligence vs reactive competitive intelligence’

What do you think? Is proactive CI a right or a privilege? Should we rephrase “reactive” instead as “responsive” so we can think a bit more optimistically? Join the discussion at http://www.CI2020.com.

Discussion posted by Chris Hote:

As it seems to me competitive intelligence should be proactive, I found many intelligence practitioners being in a reactive position, havin…

Discussion link:

Proactive competitive intelligence vs reactive competitive intelligence

Inteligência Competitiva e uma melhor tomada de decisões

Uma questão sempre presente na mente dos profissionais de Inteligência, refere-se a utilização de tecnologia da informação para o trabalho de IC.

Vale lembrar que tecnologia ajuda mas ainda o mais importante em Inteligência é a análise, ou seja, o ser humano que recomenda ações para uma empresa.

Um destes recursos que muitos podem ainda utilizar com mais profundidade é o Microsoft Office.

Leia esta mensagem da Microsoft.

Ao tentar rastrear a quantidade de dinheiro que sua empresa gastou em um projeto no ano passado, às vezes um gráfico grande não é a melhor forma de ver o quadro geral. Minigráficos — gráficos em miniatura que cabem em uma única célula do Excel — podem ajudá-lo a ver as tendências individuais rapidamente, permitindo uma melhor tomada de decisões.
 
Para descobrir outras maneiras de o Office Excel 2010 ajudá-lo a trabalhar com mais eficiência, consulte Os 10 principais benefícios do Excel 2010, ao clicar aqui.