72 de 131

O Brasil caiu sete posições em um ranking de competitividade global compilado pelo Fórum Econômico Mundial.

A lista, que aponta os 131 países “mais competitivos”, indica que o Brasil passou da 66ª para a 72ª posição e ficou atrás de todos os outros países do grupo conhecido como BRIC: China (34ª), Índia (48ª) e Rússia (58ª).

O Brasil também aparece atrás de outros países da América Latina, como o Chile, que é o primeiro da região no ranking (em 26º lugar), Porto Rico (36º), México (58º) e Colômbia (69º).

Segundo o Relatório de Competitividade Global, que divulga o ranking, o Brasil apresentou um ambiente para negócios “abaixo das expectativas diante da sofisticação de suas empresas”.

Além disso, o país está entre os que registraram baixos índices no indicador “dinamismo”, de acordo com o levantamento do Fórum Econômico Mundial.

Sofisticação empresarial

O relatório, no entanto, aponta que o Brasil possui “várias vantagens competitivas”, como “o grau de sofisticação do setor empresarial, a capacidade de inovação e a facilidade em absorver e adaptar tecnologias do exterior”.

Os Estados Unidos lideram o ranking, seguidos por Suíça, Dinamarca e Suécia. Em último lugar, aparece o Chade.

A lista foi elaborada com base em vários indicadores e nos resultados da Pesquisa de Opinião de Executivos, realizada pelo Fórum Econômico Mundial.

Neste ano, os pesquisadores entrevistaram mais de 11 mil executivos nos 131 países analisados.

Fonte: BBC Brasil

Bom dia e bom trabalho.

Advertisements

Por que Inteligência Competitiva?

“Os gerentes conscientes de sua função não conseguem se manter a par das alternativas que o mercado apresenta, tantas são elas.

Tomar as decisões adequadas para dar às suas empresas vantagem sobre as concorrentes é, para eles, um processo que exige um cuidadoso estudo das questões relevantes.

São muitos, porém, os gerentes que não têm o tempo necessário para, sistematicamente, revisar e analisar todas as informações.

Gerentes conscientes reconhecem que as organizações competem com maior eficiência quando seus gerentes tomam decisões bem fundamentadas, a partir de um entendimento adequado do potencial de oportunidades e de riscos de um determinado setor de negócios.

Não há maneira de as organizações operarem eficazmente sem um sistema de coleta e análise de informações: isso é tão certo quando o fato de que nenhum avião pode voar sem o apoio do radar.”

Fonte: Miller, Jerry P. O milênio da inteligência competitiva. Porto Alegre: Bookman, 2002.

Bom dia e bom trabalho.

Pessoas: a base para execução da Estratégia e Inteligência Competitiva

Para muitas pessoas, hoje em dia, o trabalho está perdendo o significado. Esta insatisfação não se limita a certas profissões, meios ou crenças, mas permeia sutilmente o trabalho, em todos os seus aspectos. É pena que isso ocorra, pois o trabalho é um meio muito eficaz para aprendermos a encontrar profunda satisfação na vida.

Este pensamento faz parte de um livro escrito em 1978, por Tarthang Tulku, lama tibetano que recebeu treinamento intensivo em filosofia e práticas budistas, ex-Professor de Filosofia da Universidade de Sânscrito na Índia, chamado “O Caminho da Habilidade”.

Estes ensinamentos transformados em livro, foram adotados em mais de cem faculdades, universidades e escolas de administração, além de traduzido para o holandês, alemão, francês, húngaro, italiano, português e espanhol.

Estamos em 2007. Será que a situação mudou? Se perguntarmos para a maioria da população brasileira (que trabalha) se são felizes com seu trabalho, qual será a resposta?

Para Tarthang Tulku, trabalhar com habilidade é um processo de três passos, que pode ser aplicado a qualquer situação de vida.

O primeiro passo é tornarmo-nos cientes da realidade das nossas dificuldades, não simplesmente através de um reconhecimento intelectual, mas por meio de uma observação honesta de nós mesmos.

Somente desta maneira encontraremos motivação para dar o segundo passo: tomar uma firme resolução de mudar.

Quando tivermos visto claramente a natureza dos nossos problemas e começarmos a mudá-los, poderemos compartilhar, com os outros, o que tivermos aprendido.

Este compartilhar (terceiro passo) pode ser, de todas, a experiência que traz maior satisfação, pois há uma alegria profunda e duradoura em vermos outras pessoas encontrarem os meios para tornar suas vidas produtivas e preenchedoras.

Tarthang Tulku afirma que no “Caminho da Habilidade”, trabalho é visto como uma viagem a reinos desconhecidos.

Quanto mais você avança, mais desafios encontra. Lidar com essas descobertas permite que você acumule importante conhecimento e desenvolva habilidades fundamentais.

Você pode aprender como eventos do passado deram origem ao presente, como analisar o que está acontecendo neste momento e como prever a qualidade do futuro que você está criando por meio de suas ações atuais.

Ao mesmo tempo, você aprende o que fazer para alcançar seu objetivo. Todo o processo pode ser agradável e profundamente gratificante.

Você está disposto a cultivar as qualidades da persistência, flexibilidade e coragem para lidar com desafios, pergunta o Professor?

O trabalho é um modo dos seres humanos cultivarem estas qualidades.

Estratégia e Inteligência Competitiva

O trabalho de coleta, análise de informação e sua conseqüente direção estratégica, está ligado a realização das pessoas que fazem parte de uma empresa. Sem pessoas “atentas, motivadas para realização do trabalho e para o entendimento do consumidor”, a empresa não alcança seus objetivos.

Monitorar e ter informações sobre a concorrência é muito importante. Mas é preciso execução. É preciso ação. E a execução está ligada profundamente ao desejo das pessoas envolvidas.

Por isso, é importante realizar ações que envolvam as pessoas antes, durante e depois de um projeto de Inteligência Competitiva, para que a colaboração e cooperação com o trabalho, continue nos próximos projetos.

Bom dia e bom trabalho.

Novidades e tendências em automóveis e aviões

Amanhã começa o Tokyo Motor Show no Japão, o 40º Salão do Automóvel e 70 anos de Toyota.

Serão lançados 168 modelos, 71 estréias mundiais e 97 lançamentos exclusivos ao mercado japonês.

Se pelo lado dos automóveis a mostra será pelos modelos menores, pelo lado dos aviões, ontem foi o primeiro pouso de um modelo com maior capacidade de passageiros.

Um visitante do salão de automóveis de Tóquio observa a motocicleta elétrica “Bobby”, que pode ser dobrada e transportada em uma mochila. Foto: EFE

Ontem, primeiro vôo do superjumbo A380 da Singapore Airlines, quando de sua aterrisagem no aeroporto internacional de Sydney. Foto: Reuters

Bom dia e bom trabalho.

Pegue as novidades, toque o futuro

Este é o tema do Tokyo Motor Show deste ano, a ser aberto neste próximo sábado, no Centro de Exposições Makuhari Messe, na província de Chiba no Japão.

Reuters/na foto, o presidente da Toyota Sr. Katsuaki Watanabeo, apresenta o i-Real

Serão lançados 168 modelos, sendo 71 estréias mundiais e 97 lançamentos exclusivos ao mercado japonês.

No total são 241 empresas de 11 países, exibindo 520 veículos, entre carros, utilitários comerciais e motos.

Trata-se de um dos maiores eventos da indústria automobilística da Ásia, com previsão de receber 1,5 milhão de pessoas até 11 de novembro.

Duas tendências devem ser a tônica do evento: design e ecologia.

Como exemplo, o Honda Puyo, com rodas que giram 360 graus e utiliza células de combustível, que reduz a zero a emissão de poluentes.

Fontes: BBC, O Globo e Gazeta Mercantil, 24 de outubro de 2007.

Bom dia e bom trabalho.

Melhores buscas de informações na Internet 3

Finalizo a matéria publicada pelo IDG Now sobre como melhorar as buscas na Internet, posts dos últimos dois dias, hoje com dicas sobre o Google e UOL.

Google

Você é sortudo? Com o botão “estou com sorte”, do Google, é fácil descobrir – mas não a resposta, e sim uma página. O que ele faz? Ao digitar USP e clicar no comando, ele vai direto para a página da Universidade de São Paulo ao invés de seguir para os resultados.

Para optar pela extensão do arquivo a encontrar, o usuário pode digitar, depois da palavra-chave, o código “filetype:”, com o formato em seguida (.asp, .doc, etc).

Com a função calculadora, se o usuário digitar “5+2”, ele será direcionado para uma página com o resultado da conta.

Para obter definições de termos, basta digitar o comando “define:” antes de uma palavra. O Google apresenta, em uma página, o significado desta, de várias fontes online.

Outra dica é para quem busca por músicas. A base “intitle:”index.of” (mp4|mp3|avi) no.one.knows” permite que o usuário personalize, entre parênteses, os formatos de arquivo que deseja procurar e, nas palavras separadas por pontos, o nome da música ou artista.

O Google ainda oferece ferramentas de idiomas, para traduzir textos online.

UOL Busca

Voltado principalmente aos usuários do portal de conteúdo Universo Online, esta ferramenta de busca pode ser usada, além de pesquisas no UOL, em buscas pela rede.

“Contamos na web, imagens e vídeo com índices de resultados do Google”, explica Lavieri.

A barra de busca fica na página inicial do portal e, para os usuários do mesmo, é especialmente útil.

A busca personalizada inclui pesquisar na Rádio UOL, TV UOL, produtos com o ShoppingUOL e notícias dos sites hospedados no portal.

Também é possível achar conteúdo interno sob os temas blogs, fotoblogs, música, sexo, televisão, sites pessoais e música.

A plataforma oferece ainda, com a opção “Dicionário”, o serviço gratuito do Michaelis – que, além de definições em português, também traduz palavras para diversas línguas.

Para ver matéria completa IDG Now click aqui.

Bom dia e bom trabalho.

Melhores buscas de informações na Internet 2

Em continuidade ao post de ontem, sobre como buscar melhores informações na Internet, continuo a matéria do IDG Now, destacando as características de duas ferramentas.

Live Search
Além das tradicionais buscas na web, por imagens e notícias, as possibilidades se refinam a busca por documentos acadêmicos.

Também é possível criar uma página personalizada com Feeds pessoais, caso o usuário tenha uma conta no MSN Hotmail, MSN Messenger ou Passport.

Quem possui uma conta também pode criar macros para filtrar a busca de forma pessoal. A opção “Básico” permite listar até 30 sites para a ferramenta fazer buscas em sites específicos.

Após fazer a seleção e finalizar a nomeação do macro, o usuário recebe um endereço pelo qual acessa seu mecanismo pessoal de busca.

Os curiosos podem conferir, na página avançada de macros, algumas funções que podem ser usadas na busca convencional. Uma delas é a filetype:pdf, que indica o formato do arquivo que o usuário deseja encontrar.

Na busca por imagens, além de selecionar os tamanhos pequeno, médio e grande, há a opção “tamanho de minha área de trabalho”.

Yahoo! Cadê?
A ferramenta do Yahoo! oferece, ao digitar a terceira letra de um termo na caixa de pesquisa, opções com histórico do que os outros usuários estão digitando. “Buscamos uma página intuitiva”, explica Boucinhas.

Na busca avançada de vídeos, há opções para escolha do formato (AVI, MPEG, Quick Time, etc), tamanho e duração dos arquivos.

As imagens podem ser dispostas por tamanho – com as opções pequeno, médio, grande e papel de parede – e por diferenciação entre coloridas ou preto e branco.

Quanto ao uso da ferramenta Yahoo! Respostas, com link na página de busca, Boucinhas sugere que ela seja lembrada quando o usuário não encontra com a pesquisa uma resposta para sua pergunta, como “Quais são as obrigações de um padrinho?.”

Para maiores informações click aqui.

Bom dia e bom trabalho.